PT | EN

 

Jornadas Europeias do Património 2021

Património Inclusivo e Diversificado
#opatrimonioenosso

De 24 de setembro a 3 de outubro

 

No Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior, entre 24 de setembro e 2 de outubro, comemoram-se as Jornadas Europeias do Património 2021, que celebram o «Património Inclusivo e Diversificado», através do tema partilhado do Património de, por e para Todos, porque o Património é nosso. Com este tema, pretende-se “celebrar a diversidade e possibilitar a inclusão de todos na sociedade.” (DGPC, 2021).  

Mais uma vez, disponibilizamos um programa que tem por objetivos a sensibilização da comunidade para a riqueza e diversidade do património arqueológico industrial da Covilhã, bem como a valorização do património industrial na Covilhã, Cidade-Fábrica e no concelho. 

Para isso, teremos como convidado especial o Professor Jorge Custódio, um dos eméritos investigadores da arqueologia e do património industrial do nosso país e, em especial, da Covilhã, que irá proporcionar uma visita guiada, aberta à comunidade, pelo «Circuito do Vapor,» no dia 25 de setembro, pelas 15h30, e que incluirá a passagem por três lugares com património arqueológico alvo de ações de preservação e de salvaguarda: a Tinturaria setecentista pombalina (séc. XVIII) na Real Fábrica de Panos, classificada em 1982 como Imóvel de Interesse Público, as estruturas arqueológicas e a caldeira a vapor De Naeyer & Cie., na Real Fábrica Veiga e a caldeira a vapor Babcock & Wilcox da Tinturaria Alçada, na Tinturaria – Galeria de Exposições. Enquadrados pela «Covilhã, Cidade-Fábrica», serão proporcionados dois dos percursos pedestres urbanos pelo património industrial (itinerários «Ribeira da Goldra» e «Centro Histórico»), nos dias 24 e 26 de setembro, e, no dia 2 de outubro, será ainda possível percorrer o Trilho dos Operários – da Bouça à Covilhã, com a parceria da empresa ArgumentImperdível Unipessoal, Lda.  

Além destas iniciativas, serão também proporcionadas entradas livres às Reais Fábricas de Panos e Veiga e visitas guiadas gratuitas, às 11h e às 15h, com um percurso estimulante pelo tema “Da manufactura à Industrialização dos Lanifícios”, sem necessidade de marcação ou com reserva. 

 

PROGRAMA DAS JORNADAS EUROPEIAS DO PATRIMÓNIO 2021 

24, 25 e 26 de setembro  

10h-13h / 14h30-18h  > Entrada livre nas Reais Fábricas (Real Fábrica de Panos e Real Fábrica  Veiga)

11h e 15h > Visitas guiadas às Reais Fábricas “Da Manufactura à Industrialização dos Lanifícios”  

Sinopse: Na Covilhã, o início da indústria manufactureira data de finais do séc. XV, quando foram instaladas, na ribeira da Goldra, as primeiras tendas, pisões e tinturarias. A visita ao Museu de Lanifícios percorre a história dos lanifícios e dá a conhecer ps saberes fazeres que lhe estão associados. Inicia-se na Real Fábrica de Panos, manufactura de Estado criada pelo Marquês de Pombal em 1764, e conclui-se na Real Fábrica Veiga, onde se apresenta o processo da industrialização dos lanifícios em Portugal. É um programa ótimo para fazer em famílis e ficar a conhecer melhor a indústria de lanifícios e a Covilhã, Cidade-Fábrica.

  • Partida: Real Fábrica de Panos (Rua Marquês d'Ávila e Bolama, Covilhã)
  • Nº Participantes: máx. 20 (por ordem de chegada ou por reserva prévia)
  • Duração: 1h30
  • Acesso: Entrada livre e visita gratuita
  • Público-alvo: Todas as idades

24 de setembro 

17h30 > Museu Expandido: Visita guiada à «Covilhã, Cidade-Fábrica»: itinerário pela Ribeira da Goldra (Rota da Lã-Translana)

Sinopse: Visita que dá a conhecer a identidade singular da Covilhã, Cidade-Fábrica. Este itinerário, com cerca de 2 km, acompanha as margens e imediações da ribeira da Goldra, também conhecida como a Ribeira dos Pisões. Centra-se no património edificado mais representativo da indústria de lanifícios na zona sul da cidade, revelando a influência da intervenção pombalina na Real Fábrica de Panos.

  • Partida: Real Fábrica de Panos (Rua Marquês d'Ávila e Bolama, Covilhã)
  • Nº Participantes: máx. 20
  • Duração: 1h30
  • Grau de dificuldade: média
  • Acesso: visita gratuita, mas requer marcação prévia (tel. 275 241411 ou o e-mail muslan@ubi.pt)
  • Público-alvo: a partir dos 8 anos

25 de setembro 

15h30 > Museu Expandido: «Circuito do Vapor», visita orientada por JORGE CUSTÓDIO

Sinopse: Na Covilhã, grande parte da industrialização efetuou-se com tecnologia movida a energia hidráulica. A energia a vapor tardou a implementar-se, devido principalmente à escassez de combustível e ao dispendioso transporte das máquinas. Nesta visita, o Professor Jorge Custódio, emérito investigador do património industrial do nosso país e, em especial, da Covilhã, irá conduzir-nos por diversas fases da industrialização covilhanense e dar-nos-á a conhecer antigas caldeiras a vapor, dos séculos XIX e XX.

  • Partida: Real Fábrica de Panos (Rua Marquês d'Ávila e Bolama, Covilhã)
  • Percurso: Tinturaria setecentista da Real Fábrica de Panos (1764) > Caldeira De Naeyer & Cie. (França e Bélgica, c. 1878) e Estruturas Arqueologógicas da Real Fábrica Veiga > Caldeira Babcock & Wilcox (Inglaterra, 1947) na Tinturaria- Galeria de Exposições.
  • Nº Participantes: máx. 15
  • Duração: 2h
  • Acesso: visita gratuita, mas requer marcação prévia (tel.: 275241411 ou o e-mail muslan@ubi.pt)
  • Público-alvo: Todas as idades
  • Apoios: Tinturaria-Galeria de Exposições (Câmara Municipal da Covilhã)

26 de setembro 

9h30 > Museu Expandido: Visita guiada à «Covilhã, Cidade-Fábrica»: itinerário pelo Centro Histórico (Rota da Lã-Translana)

Sinopse: Visita para fazer em família e ficar a conhecer melhor a identidade da Covilhã, Cidade-Fábrica. Este itinerário, pelo Centro Histórico, revela a toponímia e múltiplas evidências materiais que testemunham as práticas do saber-fazer covilhanense e a importância do sub-setor industrial dos lanifícios.

  • Partida: Real Fábrica de Panos (Rua Marquês d'Ávila e Bolama, Covilhã)
  • Nº Participantes: máx. 20
  • Duração: 1h30
  • Grau de dificuldade: média
  • Acesso: visita gratuita, mas requer marcação prévia (tel.: 275241411 ou o e-mail muslan@ubi.pt)
  • Público-alvo: a partir dos 8 anos

2 de outubro 

9h00 > Museu Expandido: pelo «Trilho dos Operários» - De Bouça à Covilhã (em parceria com Argumentimperdível Unipessoal, Lda.) 

Sinopse: O trilho conduz-nos pelos caminhos antes percorridos por operários, quando se deslocavam para o trabalho nas fábricas de lanifícios da Covilhã. O itinerário inicia-se na Bouça e termina na Reitoria da UBI. O ponto de encontro é na Reitoria da UBI (Convento de Santo António), com saída em autocarro às 9h. A participação implica inscrição e envio de dados para o seguro. Recomenda-se levar reforço alimentar, água, protetor solar e o uso de calçado apropriado e de calças.

  • Partida/Chegada: Reitoria da Universidade da Beira Interior (Rua Morais do Convento, Covilhã)
  • Horário: 8h45, com saída às 9h00
  • Nº Participantes: máx. 20
  • Duração: 3h30
  • Grau de dificuldade: média
  • Acesso: requer marcação prévia (Tel.: 275 241411 ou e-mail muslan@ubi.pt)
  • Público-alvo: a partir dos 8 anos
  • Organização: Argumentimperdível Unipessoal, Lda. e Museu de Lanifícios da UBI
  • Apoios: Câmara Municipal da Covilhã e Clube Desportivo da Bouça

Ver Cartaz JEP 2021

A participação nas comemorações das Jornadas Europeias do Património 2021 é livre e gratuita, mas algumas das atividades estão sujeitas a inscrição prévia para o telefone 275241411 ou para o e-mail muslan@ubi.pt.

Organização:
Museu de Lanifícios da Universidade da Beira Interior

Com o apoio de:
Tinturaria – Galeria de Exposições (Câmara Municipal da Covilhã)
Argumentimperdível Unipessoal, Lda.

Saiba + sobre a celebração das Jornadas Europeias do Património 2021  

Saiba + em www.museu.ubi.pt