PT | EN

 Meia hora no Museu com uma peça

28 de abril /17h-17h30 | Real Fábrica de Panos

O Tanque de água e o sistema de circulação de águas das tinturarias da Real Fábrica de Panos

 

Datação: 1769
Proveniência: estruturas in situ da Real Fábrica de Panos
Dimensões: altura 193 cm (desde a base ao limite superior conservado); comprimento 341 cm; largura 317 cm

A tinturaria pombalina necessitava de grandes quantidades de água existente junto ao chafariz das Lágrimas. Nas encostas foram rasgadas diversas minas ou caleirões por onde a água era conduzida. As minas de granito protegiam as águas das areias e outros detritos. Junto à tinturaria, a água caía num sifão, reaparecendo do lado oposto à estrada real, já no edifício fabril, para encher um reservatório de pedra, colocado no eixo principal das tinturarias. Desse depósito, fazia-se a distribuição da água pelas diferentes oficinas através de caleiras em pedra ou outro tipo de canalização.

A participação nesta iniciativa é livre e gratuita. Basta aparecer!

 Ver Cartaz


Mais informações
Secretariado do Museu de Lanificios da UBI
Telefone: +351 275 319724 | muslan@ubi.pt